Criação de super heróis pode ter sido inspirada em mitologia e política

 

É difícil encontrar alguém que não goste de super-heróis. Seja nos quadrinhos ou nos filmes, eles fazem parte da nossa vida. Mas vocês já pararam para pensar de onde veio a inspiração para a criação desses heróis? Bom, é o que conta o livro “A identidade secreta dos super-heróis”, de Brian J.Robb.

Para o autor americano, a história desses personagens tem referências inesperadas como a filosofia, a época renascentista e até mesmo a política. Ele conta ainda que entre 1940 e 1960, tanto Marvel quanto DC reinventaram os mitos gregos. E se analisarmos bem, podemos citar alguns exemplos: Mulher Maravilha vem das Amazonas; Flash se assemelha à Hermes; e o Superman se parece muito com Hércules.

As influências continuam sendo reinventadas no século 21, e um ótimo exemplo é o Batman, que pode tido inspiração nas obras de Leonardo Da Vinci.

O livro mostra ainda o que há por trás do que foi usado para dar forma e criar os super-heróis norte-americanos, e mostra ainda as relações e influência deles em outros países, como Índia, Inglaterra e Japão.

Influência política

Super-heróis e política podem estar mais ligados do que você imagina! A capa da primeira HQ do Capitão América, por exemplo, tem o herói dando um soco em Hitler. Referências às Guerra Fria também foram bastante abordada nos quadrinhos.

Para Brian, os super-heróis ainda acompanham as mudanças da sociedade e alguns deles foram criados em respostas às essas mudanças: muitos podem ajudar a sociedade a se compreender, fazendo com que as mudanças sejam aceitas mais facilmente.

Se você ficou curioso e com vontade de ler “A identidade secreta dos super-heróis”, ele já está a venda no Brasil.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

%d bloggers like this: